Empresários transformam garrafa PET em moda sustentável

Brasília – No Rio de Janeiro, a empresa Ciclo Ambiental veste a sustentabilidade. A moda do empreendimento é feita com roupas e acessórios ecológicos confeccionados com garrafas PET recicladas e misturadas ao algodão.

As embalagens PET são feitas de politereflalato de etileno 100% reciclável e a sua composição química não produz nenhum produto tóxico, sendo formada apenas de carbono, hidrogênio e oxigênio. Ao passarem por um processo industrial, as garrafas são derretidas a uma temperatura de 1800ºC e transformadas em fibras de poliéster. Associadas ao algodão, essas fibras podem ser usadas para confeccionar qualquer peça de vestuário.

A empresária Isabele Delgado percebeu que, usando essa matéria-prima, poderia ajudar a preservar o meio ambiente, além de prosperar profissionalmente. O envolvimento dela com a questão foi tanto que resolveu apostar no empreendedorismo e montou o negócio. Pediu demissão do emprego e decidiu ser dona da própria vida.

Em 2001, ela inaugurou a Ciclo Ambiental, que também tem responsabilidade social com a população de baixa renda. Isabele contrata mão de obra terceirizada. Fez parceria com uma cooperativa de costura e contratou um serigrafista. A equipe dá conta de produzir mensalmente cerca de três mil peças. O faturamento anual chega a R$ 30 mil. Na época da inauguração, o rendimento anual atingia R$ 5 mil e a produção mensal rendia cem peças.

Segundo Isabele, a carteira de clientes tem aumentado consideravelmente. A coleção da Ciclo Ambiental circula como brindes em empresas estatais e privadas. A expectativa é continuar crescendo e conquistar novos mercados. “Para chegar até aqui, o Sebrae foi fundamental na minha vida. A instituição foi muito importante na formação de empreendedores e não foi diferente comigo”, afirma.

Há 40 anos, o Sebrae promove a competitividade e o desenvolvimento sustentável da micro e pequena empresa. Sustentabilidade é empreendedorismo, eficiência, inovação, gestão, lucro e responsabilidade social e ambiental. Por isso, o Sebrae é parceiro oficial da Rio+20.

O Sebrae representa 99,1% das empresas brasileiras, mais de dois milhões de empreendedores individuais (EI) e 4,4 milhões de agricultores familiares. Isso corresponde a mais de 37 milhões de pessoas.

Fonte: Exame

Anúncios